Por que os cristãos devem cuidar do meio ambiente?

Meio Ambiente“O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo..” (Gênesis 2.15). Essa “simples” frase diz tudo. Estamos no mundo para cuidar da criação de Deus. Desde nosso ancestral cada um de nós recebeu um mandato para cuidar de tudo que o Senhor Deus criou. Deus criou tudo em perfeito equilíbrio. No entanto, o pecado, além de desvirtuar a vido do ser humano, complicou toda a criação. O caos acabou se instalando e fazendo com que a terra se tornasse maldita pela desobediência humana. E isso continua até os nossos dias. Por mais que tenhamos excelentes leis, a dureza do coração humano, o egoísmo e a falta de preocupação com o próximo, marcam a relação dos seres humanos com seus pares, com os animais, e todos os demais recursos.

O meio ambiente como recurso finito

Em todo o mundo, o uso humano dos recursos naturais é feito de maneira 31% mais rápida do que a velocidade com que a natureza consegue se regenerar. Ou seja, estamos tomando um empréstimo com nosso planeta e, hoje, a biosfera precisa de quase um ano e quatro meses para repor os recursos que usamos (e absorver os resíduos que produzimos) em um ano.

Os resultados dessa dívida ecológica podem ser menos óbvios do que os resultados da bolha financeira que provocou uma crise econômica mundial, mas não são menos sombrios: as mudanças climáticas, os cardumes ameaçados, o esgotamento do solo, a poluição atmosférica, o declínio da biodiversidade e a escassez de água e alimentos são todos sintomas da crescente pressão da humanidade sobre os recursos naturais.

A demanda humana superou a oferta pela primeira vez nos anos 1980, e esse déficit vem crescendo desde então, principalmente por causa do rápido crescimento da pegada de carbono, que afere o uso da eletricidade e dos combustíveis fósseis.

Se nada for feito, haverá um caos

A advertência de Romanos 8.19-22 deve chamar a nossa atenção: no texto, há uma clara evidência que que a natureza criada (céus, terra, universo), aguarda, com grande expectativa, que a redenção do ser humano corrija o caos gerado pelo ser humano ao usar e abusar dos recursos. Para o apóstolo Paulo, esse caos acontece pela escravidão humana diante do pecado do egoísmo. Essa é a razão pela qual ele afirma que a natureza criada geme até agora com dores de parto.

Nós podemos e devemos fazer algo

Segundo Las Newman e Ken Gnanakan (The Lausanne Movement), podemos fazer algo, diante desta realidade. Reproduzo, aqui na íntegra, o que os autores sugerem algumas atitudes:

  1. Todos nós devemos nos comprometer em reler a Bíblia a partir de uma perspectiva ambientalista. Veremos como os profetas do Velho Testamento falaram sobre a necessidade de renovar a terra e como isso deve ser feito. Leremos como Jesus e os apóstolos abordaram as questões do meio ambiente no Novo Testamento. Deixemos que a Bíblia fale conosco.
  2. Devemos nos tornar Mordomos do Meio Ambiente. Começando com nossas famílias, devemos começar a agir em nossas comunidades. Podemos nos associar a grupos ambientalistas e lutar por mudanças. Proteja o meio ambiente, e ele o protegerá.
  3. Devemos fazer da nossa igreja, escola bíblica, seminário, universidade ou qualquer outra instituição um veículo de ensino sobre o meio ambiente e sobre como abordar a crise ambientalista. Estudos especiais podem ser introduzidos em todos os níveis.
  4. Devemos mobilizar a conscientização comunitária, educação e ação em nossas comunidades mais próximas. Campanhas podem ser iniciadas para educar e capacitar.
  5. Devemos defender fontes de energia alternativas, encorajar padrões de consumo mais inteligentes, garantir políticas apropriadas de transporte público, responsabilidade na indústria da saúde e do turismo e tomar todos os passos para fazer da nossa vila, bairro ou cidade uma eco-habitação saudável.
  6. Devemos estabelecer ou apoiar projetos de redução da pobreza de todos os tipos para ajudar a diminuir a distância entre ricos e pobres.
  7. Na tarefa de evangelização mundial, devemos deixar a mensagem de Jesus sobre como Deus se importa que Sua criação fale para todos do amor d’Ele pelo mundo. Deixemos que a luz de Jesus brilhe em meio à crise do meio ambiente que enfrentamos hoje.

Estas sete recomendações, se colocadas em prática impactarão positivamente as pessoas e a sociedade, a ponto de que todos percebam o quanto nós, cristãos, nos importamos com o meio ambiente.

O que a Bíblia diz sobre o nosso compromisso com a vida?

Deus espera que sejamos dignos de confiança na mordomia dos recursos disponíveis para a nossa vida em particular e a dos demais seres vivos. A Bíblia diz em 1 Coríntios 4.2: “Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel.” Assim como Adão e Eva deveriam zelar e cuidar da criação divina, nós devemos ter o mesmo cuidado hoje com relação aos recursos naturais que estão disponíveis em nosso planeta. Esse cuidado vai desde o equilíbrio no uso da água, disposição adequado dos resíduos, bem como o uso racional dos recursos vegetais e minerais, incluindo os biomas.

Deus avisa que, aqueles que destroem a Terra, serão destruídos. A Bíblia diz em Apocalipse 11.18: “Iraram-se, na verdade, as nações; então veio a tua ira, e o tempo de serem julgados os mortos, e o tempo de dares recompensa aos teus servos, os profetas, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra.” Essa séria exortação deve nos conduzir à uma profunda reflexão a respeito da maneira como temos cuidado do nosso planeta. Não vivemos sozinhos aqui. Dividimos nossa “casa” com outros seres vivos que também tem o direito de viver livremente e feliz. Portanto, a prudência equilibrada é fundamental para o nosso convívio e também agradará o nosso Criador.

Algumas ações práticas que você pode fazer ainda hoje.

Reproduzo aqui 10 dicas importantes para preservar o meio ambiente:

  1. Preserve as árvores. Não realize podas ilegais e nunca desmate uma área. É importante também não colocar fogo em propriedades, pois isso pode atingir matas preservadas.
  2. Cuide bem dos cursos de água. Nunca coloque lixo em rios, lagos e outros ambientes aquáticos e, principalmente, preserve a mata em volta desses locais. Essa mata protege contra erosão e assoreamento.
  3. Não pesque em épocas de reprodução e obedeça às regras que indicam a quantidade de pescado permitida. Também é importante não realizar a caça ilegal.
  4. Nunca compre animais silvestres sem registro. Ao comprar animais ilegais, você está construindo para o tráfico de animais, um problema mundial que afeta a biodiversidade de uma região, podendo até mesmo levar espécies à extinção.
  5. Cuide bem do seu lixo. Nunca jogue lixo no chão, importando-se sempre com o destino adequado dele. Separar o lixo reciclável é importante para diminuir a quantidade de lixo nas grandes cidades.
  6. Reutilize, reaproveite e recicle tudo que for possível. Caixas e plásticos, por exemplo, podem ser utilizados para acondicionar alguns objetos. Roupas que você não utiliza mais podem ser doadas. Alguns produtos podem virar itens de decoração. O importante é sempre ter em mente que quanto mais diminuímos a nossa produção de lixo, mais preservamos o meio ambiente.
  7. Reduza o consumo de água. Para isso, basta criar maneiras de aproveitar melhor água, como reutilizar a água da máquina de lavar, armazenar a água da chuva, não lavar calçadas com água e diminuir o tempo de banho.
  8. Reduza o consumo de energia elétrica. Evite o consumo exagerado, lembrando-se sempre de deixar aparelhos desligados quando não estiverem sendo usados e apagar as luzes que estão iluminando ambientes desnecessários.
  9. Evite andar apenas de carro. Os carros poluem o meio ambiente, por isso, sempre que possível, opte por deixar o carro em casa. Você sempre pode optar por utilizar o transporte público de sua região, criar sistemas de caronas, andar de bicicleta ou ainda ir a pé, dependendo da distância a ser percorrida.
  10. Compre apenas o necessário. A dica aqui é sempre se perguntar antes de uma compra: Eu realmente preciso? A produção exagerada de produtos ocasiona a exploração de nossos recursos de maneira descontrolada. Assim sendo, só consuma o necessário e só adquira produtos realmente importantes.

Com estas dicas simples, você pode preservar o meio ambiente e ajudar o planeta!

Cartilha para crianças

cartilha meio ambientePara envolver as crianças, sugerimos o excelente material que a FEPAS – Federação de Entidades e Projetos Assistenciais, órgão de apoio à área social da da CIBI – Convenção das Igrejas Batistas Independentes, disponibilizou para este momento. Eles prepararam este material para trabalhar o tema com crianças e adolescentes. Você pode fazer download a partir do link abaixo:
http://www.fepas.org.br/system/uploads/material/file/file/1/material1.pdf


Fontes e créditos deste assunto:

Sua opinião sobre este artigo é muito interessante! Escreva:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: