23º dia – Organize ao invés de improvisar

Organize ao inves de improvisar
23º dia – Organize ao invés de improvisar – Leitura: Neemias 7.1-4 -Embora tivessem passado 90 anos desde que o povo tinha retornado com Zorobabel, Jerusalém ainda era parcialmente desabitada. Havia ainda muita coisa para ser reorganizada, entre elas o serviço do templo, a segurança da cidade, bem como regras e regulamentos necessários para uma vida comunitária satisfatória.

Um bom líder deve se preocupar com todos os detalhes. Neemias nos ensina que aquele que tem maior visão deve contribuir para que outros que estão abaixo, na hierarquia, também cresçam.
Assim ele organizou o trabalho dos levitas (os diáconos de hoje), os porteiros e cantores do templo, além de estabelecer regras claras e funcionais para que toda a cidade pudesse funcionar a contento.

Ao estabelecer os chefes da segurança para a cidade, Neemias nomeia até mesmo seu irmão Hanani, mas não por este ser irmão, parente, e sim por ser um homem que temia e andava com o Senhor. Nenhuma pessoa que não tenha temor de Deus deve estar à frente de qualquer coisa na obra de Deus e na vida secular. Santidade e temor de Deus são dois requisitos essenciais para uma pessoa ser honrada.

Ao estabelecer as leis de funcionamento das portas, Neemias leva em conta a segurança, chegando a estabelecer um sistema de defesa civil onde cada cidadão vigiava uma parte da noite, em lugares estratégicos, conforme uma escala previamente conhecida. Assim todos sabiam o que, como e onde as coisas deviam ser feitas.

Há um princípio de liderança essencial: Se um líder dá uma ordem e o povo não entende, o problema é o povo e significa que eles não compreenderam, portanto, devem ser ensinados (treinados até aprender); agora, se o líder dá uma ordem e o povo entende e desobedece, o problema é dos oficiais encarregados, líderes, obreiros, e isso exige uma ação no sentido de fazer com que as coisas aconteçam.

Este princípio está relatado numa das mais conhecidas histórias sobre Sun Tzu , em “A arte da guerra”. Este princípio de liderança prevalece até hoje.

Aplicação pessoal:

  1. Você é bom de improviso? Isso é um problema ou uma “bênção”?
  2. Alguma vez você improvisou e deu errado. O que você poderia ter feito para evitar o erro?
  3. Quais os seus critérios para colocar pessoas em função chave?

Leia mais em: Sun Tzu: princípios para vencer batalhas

desafio-neemias

Este texto faz parte do devocional Desafio Neemias, com base nos textos de Neemias. Estes devocionais foram escritos pelo pastor Elton Melo e podem ser livremente distribuídos. Se você fez esta campanha, escreva-se o seu comentário e se possível o seu testemunho para o pastor Elton Melo.

Sua opinião sobre este artigo é muito interessante! Escreva:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: